segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Inflamação da pele - eczema

Ao contrário da rinite e da asma, que se manifesta nas vias aéreas, o eczema manifesta-se na pele com pápulas, vesículas e bolhas, que provocam "comichão" e podem originar crosta e descamação.

Existem diversos tipos de eczemas, sendo o eczema atópico o mais comum. Pode agravar-se com a exposição a agentes como os ácaros ou os animais de companhia e afeta primordialmente os bebés e crianças mais pequenas.

 Diversos especialistas referem tratar-se da primeira manifestação da doença alérgica, falando mesmo em "marcha alérgica": o eczema começa por manifestar-se em tenra idade, desaparece habitualmente com o crescimento, dando lugar a outras manifestações da doença alérgica, entre as quais a rinite ou a asma.
  
Fonte: + saúde

sábado, 31 de agosto de 2013

Teste de gravidez de farmácia

A suspeita de gravidez pode causar alguma ansiedade, habitualmente superada com a confirmação. Os teste rápidos põem termo à dúvida. As incertezas iniciais podem ser tiradas com a realização de um teste rápido ou com uma análise à urina. Ambas as alternativas estão disponíveis na farmácia.
Tensão mamária, atraso do período menstrual e enjoos matinais são fortes indicadores de uma gravidez. São sinais que podem variar de mulher para mulher, contudo, existem alguns comportamentos que reforçam as suspeitas, por exemplo a não utilização de qualquer contraceptivo durante uma vida sexual ativa. Urge, pois, a necessidade de uma rápida confirmação para acalmar a crescente ansiedade que se pode fazer sentir.
Nestes momentos, os testes de gravidez funcionam como solução para satisfazer tal curiosidade. Em algumas situações, as dúvidas não se dissipam após a realização de um teste rápido adquirido na farmácia e feito em casa. Embora a sua taxa de precisão seja bastante elevada, não atinge os 100 por cento. Tal como em muitos outros exames, também nestes pode haver falsos resultados.

Existem, pois, algumas questões que devem ser previamente colocadas. Qual a melhor altura para realizar um teste rápido? O resultado pode ser condicionado por alguns medicamentos? Estas são algumas perguntas importantes que facilmente podem ser respondidas na farmácia ou no seu médico assistente, contudo a impaciência em obter o resultado pode tornar a tarefa mais difícil. Embora muitas marcas comerciais indiquem ser possível obter um resultado fiável logo no primeiro dia em que "falha o período", é aconselhável recorrer aos testes rápidos apenas quando já haja um atraso de pelo menos uma semana, se o ciclo menstrual for regular. O resultado é determinado através da deteção na urina da hormona gonodotropina coriónica humana (hCG). Esta hormona começa a ser produzida pelo organismo quando a mulher fica grávida e os seus valores aumentam bastante nos primeiros dias de gravidez, sendo possível detectar a sua presença na urina através deste teste.

Os vários testes disponíveis no mercado, por norma, são semelhantes a uma caneta e têm uma tira absorvente, que é colocada em contacto com a urina. Depois disto, o dispositivo deve ser colocado numa superfície plana restando esperar pelo o resultado, que é indicado por uma mudança da tira absorvente. Essa alteração vem indicada nas instruções, que devem ser lidas atentamente, devido a eventuais particularidades que podem diferir entre marcas comerciais.
Se o resultado for negativo e mesmo assim o período menstrual estiver atrasado, convém repetir o teste. Se a situação persistir, o melhor será consultar o médico para que sejam apuradas as causas da ausência menstruação. Se a gestação se confirmar, significa que vai iniciar uma nova fase que requer acompanhamento médico.

Falso negativo e falso positivo
A fiabilidade destes testes não é totalmente garantida, havendo situações de falsos negativos ou falsos positivos. Tal como o nome sugere num resultado falso positivo não existe gravidez, no entanto o teste indica que sim. Pode acontecer se a mulher abortou pouco depois de o óvulo fertilizado ter sido implantado no útero ou se estiver a realizar um tratamento para a infertilidade com hormonas hCG ou gonadotropina monopáusica humana (hGM). A menopausa também pode conduzir a um resultado falso positivo.
Mais frequente, o resultado falso negativo indica não haver gestação quando na verdade ela existe. Esta situação pode acontecer devido a várias razões. Pode, por exemplo, ter ocorrido alguma falha em seguir as instruções para a realização do teste. Também quanto mais cedo for feito o teste, maior é a probabilidade de a hCG não ser detectada na urina.

A ingestão de grandes quantidades de líquidos antes da realização do teste pode igualmente conduzir a resultados enganadores, por isso é aconselhável usar a primeira urina do dia por ser mais concentrada. O resultado falso negativo acarreta um maior risco para a saúde do embrião, uma vez que a futura mãe poderá ter hábitos menos adequados, por pensar não estar grávida, como a toma de alguns medicamentos por exemplo.
Para evitar aventuais erros, os testes realizados nas farmácias são uma alternativa aos testes rápidos que são vendidos para utilização em casa. Basta levar a primeira urina da manhã num recepiente e, ao fim de alguns minutos, o farmacêutico entregar-lhe-á um cartão com o resultado.
Se estiver grávida fica com a recordação do momento em que recebeu a notícia de que iria ser mãe. É possível realizar um destes depois de se efectuar um teste rápido em casa, em jeito de confirmação e antes de consultar o médico.

Conselhos úteis
  • Pedir uma opinião sobre o teste rápido mais adequado/ fiável;
  • Verificar o prazo de validade do teste;
  • Se o teste não for logo utilizado, guardar num local seco à temperatura ambiente;
  • Se possível realizar o teste com a primeira urina da manhã, por ser mais concentrada facilitando a deteção da hormona hCG;
  • Ler atentamente as instruções e seguir as mesmas com rigor;
  • Se realizar o teste na farmácia, fazer a recolha da urina (a primeira da manhã de preferência para evitar falsos negativos) para um recipiente esterilizado e guardá-lo num local à temperatura ambiente;
  • Não ingerir grande quantidade de líquidos antes de se fazer o teste rápido ou a recolha da urina para o teste ou a recolha da urina para o teste na farmácia;
  • Repetir o teste se o resultado for negativo e persistir o atraso do período menstrual,
  • Consultar o médico se o resultado for negativo ou se este for negativo e o atraso do período menstrual se mantiver.
Fonte: Revista + saúde


domingo, 25 de agosto de 2013

Cuidados a ter com as pálpebras e pestanas


O que é uma blefarite?
 A blefarite é uma inflamação das margens da pálpebra. Apresentam-se vermelhas e irritadas, com espessamento e frequentemente com formação de escamas e crostas ou úlceras superficiais.

Os doentes podem ter prurido, ardor, sensação de corpo estranho, lacrimejo, frequentemente com perda de pestanas.

Os factores geralmente associados à blefarite são infecções bacteriana, disfunção da glândula de Meibomius, dermatite seborreica, acne rosácea, ou uma combinação destes fatores.
O objetiva do tratamento da blefarite é proporcionar alívio sintomático e controlar o problema com uma boa higiene. A limpeza diária e cuidadosa das pálpebras é importante e necessária para prevenir recorrências. Se a causa for dermatite seborreica ou rosácea, estas devem ser tratadas.

Modo de utilização de visex  e visex baby
Depois de limpar corretamente as mãos, abra a saqueta e retira a compressa. Aplique a compressa na pálpebra e massaje suavemente de modo a permitir uma limpeza adequada, com remoção de secreções oculares e eventuais resíduos (poluição, poeiras, etc.).
Existem situações em que pode ter necessidade de aquecer a saqueta, segundo indicação do seu médico
Quando existem secreções particulares persistentes ou oclusão da canal lacrimal, é aconselhável aquecer a saqueta fechada durante alguns minutos em água tépida (aproximadamente 40C). Utilize a compressa aquecida massajando delicadamente. Pode também espremer o conteúdo da saqueta sobre o olho fechado, inclinando ligeiramente a cabeça para trás, massajando com a compressa até completar remoção de resíduos presentes.

A compatibilidade do produto com a zona ocular e a sua composição permitem também o seu uso por portadores de lentes de contacto. 


Precauções especiais
  • Visex compressas e visex baby compressas está contra-indicado em caso de hipersensibilidade a qualquer um dos componentes.
  • A esterilidade do produto só é garantida pela integridade da saqueta.
  • Conservar em local fresco, seco e ao abrigo de poeiras.
  • Manter fora do alcance e da vista das crianças.
  • Uso externo
  • As compressas são de uma utilização única.
  • Suspender a utilização em situações de irritação e hipersensibilidade ao produto
  • A funcionalidade e segurança do produto são garantidas exclusivamente pela integridade da saqueta.
  • Seguir atentamente as indicações do médico
  • Em caso de infeção não utilizar a mesma compressa para os dois olhos.
Fonte: Edol

terça-feira, 14 de maio de 2013

O que deve saber sobre a Rinite Alérgica

O que é a Rinite Alérgica?

A Rinite Alérgica (RA) define-se como uma inflamação da mucosa nasal induzida pela exposição a alergénicos e caracteriza-se por sintomas como corrimento aquoso nasal, espirros, obstrução nasal e /ou comichão no nariz.
É uma condição crónica muito frequente em crianças. Aproximadamente 50% dos casos de rinite nas crianças são induzidas por alergias.
Dados colhidos no estudo ARPA apontavam em 2007 para uma prevalência de 22% nas crianças portuguesas entre os 3 e os 5 anos de idade. Considerando a população geral, o mesmo estudo aponta para uma situação de sub-diagnóstico e de sub-tratamento em doentes com elevada gravidade de sintomas.

A RA é, atualmente, uma das doenças crónicas mais frequentes na população pediátrica, com efeitos nocivos no bem-estar, na qualidade de vida e na capacidade de aprendizagem. Se mal controlada pode, ainda, associar-se ao desenvolvimento de outras complicações com Asma e Sinusite.

Tipos de Rinite Alérgica e fatores desencadeantes.
Rinite alérgica intermitente: os sintomas apresentam-se durante <4 br="" consecutivas.="" dias="" numa="" ou="" semana="" semanas="">Rinite alérgica persistente: Os sintomas apresentam-se durante > ou = numa semana e >4 semanas consecutivas.

A RA também pode ser classificada com base na gravidade dos sintomas:
RA ligeira- Sem perturbações do sono com base na gravidade dos sintomas:
RA moderada a grave - os sintomas interferem com o sono ou são perturbadores do desempenho nas atividades diárias habituais.

A RA pode ser desencadeada por alergénios exteriores, como o pólen, sendo os sintomas limitados à estação polínica (conhecida como RA sazonal) ou por alergénios interiores como ácaros, com sintomas durante todo o ano (chamada de RA perene).

Alguns dos alergénios mais comuns:
Pólenes
:os pólen das ervas, árvores e arbustos são habitualmente os alergénios do meio exterior mais importantes. Em Portugal, os pólenes mais frequentemente implicados nos sintomas alérgicos são: das gramíneas (também conhecidas por fenos) e da oliveira. Os grãos de pólenes são transportados pelo vento podendo viajar longas distâncias (centenas de Kms) e, em consequência disso, afetar pessoas que estão longe das plantas que os produzem. Para informação real sobre os níveis de pólenes existentes no ar atmosférico nas diferentes regiões de Portugal, consulte o Boletim Polínico (www.rpaerobiologia.com).

Fungos: as condições atmosféricas são determinantes na concentração em que existem no meio ambiente. Neste grupo, destacam-se Alternaria, o Cliclosporiridium e o Arpergillus.

Ácaros: são os alergénios mais implicados na doença alérgica. Os ácaros constituem grande parte do pó da casa, alimentam-se de células mortas da pele e abundam nos colchões , almofadas, carpetes, brinquedos de peluche, cortinas grossas, etc. Necessitam de condições de humidade e temperatura relativamente altas para sobreviverem.

Pêlo de animais: O pêlo e as secreções dos animais contêm alergénios potentes capazes de provocar reações alérgicas.

O "ar contaminado" também pode ser desencadeante de sintomas alérgicos. Neste grupo, a principal fonte é o fumo do tabaco. A exposição pré- natal e, de lactentes, ao fumo do tabaco aumenta a sensibilização alérgica em crianças durante os primeiros 3 anos de vida.

Quais são os principais sintomas da Rinite Alérgica?
A RA pode ser difícil de diagnosticar em crianças em idade pré-escolar, uma vez que pode os sintomas podem confundir-se com os de uma rinite infecciosa (vulgar constipação). Assim, sintomas que se prologuem no tempo devem no tempo devem ser avaliados para determinar a sua causa.
Os principais sintomas da RA são:
  • Espirros
  • Corrimento aquoso nasal ( rinorreia)
  • Obstrução nasal
  • Comichão nasal

Se há conjuntivite alérgica associada (Rinoconjuntivite alérgica) surgem, também:
  • Lacrimejo
  • Comichão ocular
  • Olho vermelho e/ou inchado
  • Intolerância à luz

Como diagnosticar a Rinite Alérgica?
O diagnóstico é baseado na história típica de sintomas alérgico e na história familiar associados à observação clínica.
Para se diagnosticar e caracterizar uma RA, recomenda-se a realização dos exames de despiste de alergia. Os alergénios inalados são os desencadeantes mais frequentes na RA na idade pediátrica. contudo, não se devem descuidar as alergias alimentares nas idades mais novas.
Os testes cutâneos e a medição de igEs específicas no sangue permitem identificar os alergénios causadores da sintomatologia, confirmando e caracterizando a causa alérgica.

O impacto da rinite alérgica na vida das crianças
Esta patologia pode ter um impacto negativo na qualidade de vida das crianças, afeta o seu bem estar psicológico e a sua capacidade para realizar atividades diárias. Quando não se trata adequadamente, a RA pode exacerbar-se e contribuir para o aparecimento de outras co-morbilidades, incluindo a asma, sinusite e otite média.

Não controlar a RA, pode associar-se também a problemas de apreendizagem, por ausência dum sono de qualidade e, consequente , fadiga diurna.

Tratamento da rinite alérgica

  • O tratamento da RA deve combinar:
  • Educação do doente
  • Evicção alergénica (quando possível)
  • Fármacos
  • Vacinas anti-alérgicas (em casos seleccionados)



Algumas medidas de evicção alérgica incluem:

Ácaros - manter na habitação condições que reduzam o risco de acumulação de poeira doméstica, com um arejamento e ventilação adequados. para reduzir o contacto com os ácaros , deve aspirar frequentemente a habitação e, também , o mobiliário estofado e o colchão (escolher aspiradores com filtro HEPA9. Optar por coberturas anti-ácaros, para colchões e almofadas, pode ser eficaz. Deve lavar-se toda a roupa da cama com água quente (60ºC) uma vez por semana. É igualmente recomendado remover carpetes , peluches e outros que possam acumular pó.

Fungos - remover os bolores presentes na habitação com soluções de limpeza adequadas e controlar a humidade pelo uso de desumidificadores, podem reduzir o crescimento de fungos na habitação

Animais de estimação - remover os animais da habitição é a melhor forma de evitar a manifestação alérgica. Quando tal não é possível, é importante que, pelo menos, os animais permaneçam fora do quarto. Aos cães e gatos deve, ainda ser dado banho 1 vez por semana.

Pólenes - para reduzir a exposição aos pólenes, deve-se manter as janelas fechadas e usar ar condicionado na estação polínica, sobretudo, quando a contagem de pólenes for elevada ou em dias de muito vento. Evitar andar ou ter atividades no exterior (ex. desporto), quando as plantas causadoras dos sintomas estão em flor e, sobretudo, durante a manhã, altura em que as concentrações de pólenes são, habitualmente, máximas.
O objectivo principal do tratamento é controlar os sintomas, sem interferir nas capacidades das crianças e prevenir as sequelas da RA.
Os fármacos recomendados para o tratamento da RA incluem: anti-histamínicos (não-sedativos), anti-inflamatórios (corticóides) e outros, como os descongestionantes nasais (uso limitado).

Os corticóides inta-nasais demostraram ser os mais eficazes no controlo de todos os sintomas da RA (incluindo, nos sintomas de conjuntivite alérgica concomitante), sem efeitos adversos significativos associados. De salientar, que os corticóides utilizados nos sprays intra-nasais são eficazes e seguros.
Para aumentar a adesão e o cumprimento terapêutico, é aconselhável saber para que serve cada um dos medicamentos a tomar, incluindo os benefícios e, também, os seus possíveis efeitos adversos.

Para serem eficazes, sprays intra- nasais devem ser usados regularmente e não apenas quando existem sintomas. É importante cumprir a terapêutica diariamente como recomendado, mesmo quando os sintomas estão controlados.

Lembrar que nalguns casos, pode decorrer 1 a 2 semanas para se alcançar o pleno beneficio da medicação, devendo esta ser mantida sem interrupção.

Se tiver alguma dúvida, consulte o seu médico farmacêutico ou enfermeiro.

Resumo chave
Mais de 2 milhões de pessoas sofrem de Rinite Alérgica (RA) em Portugal.
Maioria das crianças sofre de RA durante todo o ano - RA perene.
Nalguns casos, os sintomas de RA surgem apenas durante a estação polínica. É a chamada de RA sazonal (apelidada de "febre dos fenos").
Os sintomas da Ra podem interferir com o sono e ser causadores de mal-estar diurno:

  • Obstrução nasal,
  • Corrimento aquoso nasal.
  • espirros,
  • comichão nasal e, por vezes , ocular,
  • olhos vermelhos e lacrimejantes.

A RA pode afetar a capacidade de concentração e raliazação das actividades escolares.
Os corticóides intra-nasais são o tratamento médico mais eficaz no controlo dos sintomas da RA, incluindo nos sintomas de conjuntivite alérgica concomitante.
A RA não tratada pode associar-se ao aparecimento de outras complicações (ex.Sinusite)
Certifique-se que segue as indicações médicas.

Fonte: MSD


sábado, 16 de fevereiro de 2013

Os 10 Mandamentos da atividade física

Os 10 Mandamentos da atividade física

Na prevenção dos Acidentes Cardiovasculares

Seja Diferente Previna o Acidente!

  1. O objetivo principal da atividade física é a promoção da saúde e do bem estar.
  2. A atividade física regular não significa apenas atividade desportiva, de lazer ou competitiva, mas engloba também formas diversas de atividade diárias menos intensas, como andar a pé, subir escadas, correr, nadar,dançar, jardinagem, andar de bicicleta, etc. Estas são igualmente geradoras de benefícios em termos de saúde.
  3. A atividade física regular combate a obesidade, baixa a pressão arterial, sobe o colesterol protetor e melhora a circulação arterial.
  4. As vantagens da atividade física regular não se limitam à prevenção das doenças cardiovasculares, mas também às outras situações: previne a osteoporose, a prisão de ventre, é a melhor arma anti-stress, ajuda-o a deixar de fumar.
  5. Antes de iniciar qualquer programa da atividade regular, consulte o seu médico: ele é o conselheiro ideal para o ajudar a escolher a modalidade mais adequada para si.
  6. Para que a atividade física seja benéfica em termos de prevenção das doenças cardiovasculares, ela deve ser regular e progressiva. A prática diária da marcha em passo acelerado é um excelente programa da atividade física.
  7. Os programas da atividades física devem iniciar-se na infância para se obterem os melhores resultados.Atualmente as crianças estão cada vez mais sedentárias, com todos os inconvenientes daí decorrentes. No entanto... nunca é tarde para começar!
  8. O fato de ter praticado atividades física intensa na sua juventude, não lhe concede uma proteção contra as doenças cardiovasculares, se deixar de realizar atividades física e /ou estiver sujeito a outros fatores de risco. Ter sido praticante não é uma vacina.
  9. A atividade física regular vai aumentar a sua esperança de vida, mais importante, vai melhor a sua qualidade de vida!
  10. A sensibilização da população para a importância da atividade de física na prevenção de diversas doenças deverá ser iniciada muito cedo na escola. Não se demita do seu papel como pai, mãe, ou educador incentivando a prática por aqueles que o rodeiam. Se já pratica convença outros a praticar.

Fonte: Fundação portuguesa de cardiologia

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

10 Mandamentos da Alimentação Saudável

10 Mandamentos da Alimentação Saudável na Prevenção dos Acidentes Cardiovasculares

Seja diferente, Previna o Acidente!

Uma alimentação saudável, variada, equilibrada e adequada às necessidades individuais, é fundamental para prevenir o aparecimento das doenças cardiovasculares.

Estes "mandamentos" podem ser adaptados aos hábitos e preferências de cada um, de forma gradual:
  1. Não esqueça o pequeno almoço, fundamental na sua manhã: leite ou iogurte, pão ou cereais e uma peça de fruta, constituem uma refeição saudável.
  2. Faça várias refeições por dia. Merendar a meio da manhã e da tarde, ajuda-o a controlar a apetite e a evitar os "grandes"almoços e jantares.
  3. Seja generoso no consumo diário de hortaliças e legumes. Podem ser frescos ou congelados, crus ou cozinhados, nunca esquecendo a sopa.
  4. Os cereais e derivados (pão, arroz, massas, feijão,etc...) são fundamentais numa alimentação equilibrada. Preferia sempre os "escuros" (menos refinados) e utilize-os em todas as refeições.
  5. Coma mais frequentemente peixe e aves (sem pele) em substituição das carnes vermelhas. Evite os produtos de charcutaria e outros derivados da carne pois são muito ricos em sal e gordura.
  6. Use leite e derivados magros ou meio gordos. Evite as natas e os queijos gordos.Experimente substituir as natas por iogurte.
  7. Use mas não abuse da fruta.Coma 2 a 3 peças por dia, evitando ingeri-la isoladamente.
  8. Seja moderado na quantidade e cuidadoso na escolha das gorduras que utiliza. Para temperar e cozinhar prefira o azeite. Se optar por óleos ou margarinas vegetais, verifique se suportam bem a temperatura. Evite os fritos.
  9. Atenção ao açúcar. Diminua o consumo de bolos e doces, prefira os caseiros, mas nos dias de festa... Reduza gradualmente o açúcar que adiciona às bebidas ou substitua-o por adoçante.
  10. Quando ao sal... modere a quantidade quando cozinha e não use o saleiro à mesa. Não se esqueça do sal escondido em alguns alimentos. Dê aroma e sabor aos seus cozinhados com muitas ervas aromáticas e um "cheirinho" de especiarias.

E não esqueça: beba água com e sem sede, mantenha um peso adequado e pratique atividade física regular.

Estes "mandamentos" adaptam-se a todos, mas se necessitar de um acompanhamento mais personalizado, peça ao seu médico para lhe indicar um nutricionista ou dietista, que o ajudarão a modificar os seus hábitos alimentares e a ter uma vida mais saudável. Drª. Elsa Feliciano (Grupo de Intervenção Comunitária-Nutrição).


Fonte: Fundação portuguesa de cardiologia

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Cuidados com o seu bebé

O banho do bebé
Mesmo que a enfermeira de obstetrícia ou as enfermeiras lhe tenham explicado como dar banho ao bebé, é possível que não se sinta muito à vontade ante a perspetiva de ter de fazê-lo.

Cuidados com os olhos
Pode acontecer que, de vez em quando, as pálpebras do bebé se colem, pois os olhos segregam um líquido amarelado.
Para a limpeza dos olhos, utilize discos de algodão ou compressas previamente molhadas em água fervida já fria. Não utilize o mesmo algodão para limpar os dois olhos.
Os olhos devem sempre ser limpos de dentro para fora, para que não se alastre uma possível infeção. Caso os olhos lhe pareçam inflamados, consulte o pediatra.
A maioria dos bebés à nascença tem olhos de um azul acinzentado.
Caso a cor dos olhos do seu bebé se venha a alterar, é um processo que se dá ao longo de semanas e meses.

A temperatura certa para dormir
Pode ser perigoso para os bebés estarem deitados em ambientes demasiados frios ou demasiados quentes, pois ainda não conseguem regular a temperatura do seu corpo. Nas primeiras semanas após o nascimento, a temperatura ambiente deverá situar-se entre 21 a 22 graus; mais tarde é suficiente que esteja a 18ºC.
O quarto do bebé pode perfeitamente estar um pouco mais fresco na hora de dormir.
É preferível usar várias mantas finas para tapar o seu filho, pois assim pode variar a quantidade consoante a temperatura ambiente.

A posição correta para dormir
Ao contrário do que se fazia antigamente, hoje em dia já não se aconselha deitar a criança de barriga para baixo, para evitar o risco de morte súbita. Em vez disso, deverá deitar o seu bebé de barriga para cima ou de lado, no entanto apoie a sua decisão no médico assistente.

As fraldas indicadas
Tenha em mente os seguintes aspetos:
  • A fralda não deve irritar a pele. Deve absorver e reter a humidade.
  • A fralda deve estar larga entre as pernas, de modo a deixar bastante liberdade de movimentos ao bebé, o que evita danos nas articulações da bacia.
  • Todas as opções de fralda atualmente no mercado correspondem a estas exigências.
  • Durante a muda da fralda, não se esqueça de mimar bastante o seu bebé, pois isto é o mais importante para o bem-estar dele.

Mudar a fralda após cada refeição
Nos primeiros meses, o seu filho irá molhar a fralda sensivelmente de 20 em 20 minutos! È evidente que seria quase impossível mudar-lhe a fralda a esse ritmo. A pele do bebé aguenta bem um pouco de humidade, pelo que é perfeitamente suficiente que mude a fralda após cada refeição ou no intervalo , quando "lhe cheirar".
A maioria dos bebés acaba por ficar com a pele inflamada, independentemente do número de vezes que lhe muda a fralda. Nas crianças que têm uma pele particularmente sensível, deve prevenir-se esta situação aplicando uma camada fina de pomada protetora. Estas inflamações não se devem ao contacto com as fraldas de plástico, pois não fazem mal à pele.

Mas se uma parte da pele estiver constantemente húmida, sem possibilidades de apanhar ar, os fungos e as bactérias que estão presentes nos excrementos conseguem desenvolver-se melhor.
Posto isto,o "rabinho assado" de vez em quando é quase inevitável.
Não se culpabilize se o seu bebé apresentar uma vez por outra o rabinho vermelho, sobretudo nas primeiras três a quatro semanas.

Os cuidados regulares são importantes
Para que não chegue a esse ponto, mude imediatamente a fralda se esta tiver cocó. Quando a urina e as fezes se misturam, forma-se o amoníaco, que ataca a pele. As fraldas descartáveis modernas absorvem o molhado, pelo que a mistura de urina e fezes é reduzida, forma-se menos amoníaco e a pele delicada do bebé não fica tão irritada.Sempre que mudar de fralda, limpe bem o rabinho com água, mas sem sabão (todos os excrementos do corpo são solúveis em água) e de seguida seque-o bem, Se estiver fora de casa, os toalhetes húmidos são práticos. Os restos de pomada são mais fáceis de retirar se utilizar um algodão com óleo para o bebé ou então toalhitas de bebé.

Um rabinho assado precisa de muitos cuidados
  • Caso a pele tenha ficado inflamada, tem de ser limpa com muito cuidado.É preferível usar óleo de bebé do que água. Evite também as toalhetes húmidos, pois contêm álcool. A pomada para as assaduras só deve ser aplicada sobre a pele bem limpa, para que possa penetrar na pele e não fique logo pegada à fralda. Não ponha uma camada muito grossa de pomada, pos isso impede a respiração da pele. Para além disso, se aplicar demasiado creme, irá entupir os poros da fralda.
  • Interrogue-se também se haverá algo que possa ter irritado apele. As fraldas de pano não devem conter resíduos de detergentes.
  • A origem da irritação da pele pode também estar na alimentação. Se estiver a amamentar, tente perceber se a vermilhidão surge quando comeu, por exemplo, morangos ou citrinos (laranjas, tangerinas). Ou será que a criança bebeu o seu primeiro puré de cenoura? Se a vermilhidão não passar ao fim de alguns dias, e caso se tenham desenvolvidos borbulinhas e gretas, leve imediatamente o seu filho; ao pediatra ou ao médico assistente.
Poderá estar perante uma infeção por fungos (sapinhos), que tem de ser combatida com medicamentos.

A pele do rabinho precisa de ar
Depois da limpeza, se possível deixe sempre o seu bebé espernear um pouco sem fralda. É claro que o quarto tem de estar a uma temperatura agradável (entre 22 a 25 graus).
Para que não se molhe, deite-o de barriga para cima, sobre uma fralda aberta. Desde que o bebé não se movimente e se desvie da fralda, os resultados são garantidos.

Sugestões para o banho
  • Visto que numa fase inicial o banho pode ser difícil para si, deve preparar previamente todos os utensílios de que necessita, assim como a muda de roupa.
  • Algumas crianças demonstram algum medo quando são colocadas numa banheira grande, pois ainda estão habituadas ao aperto do ventre materno. Poderá portanto protegê-la melhor e proporcionar-lhe mais diversão com uma banheira pequena.
  • Os bebés adoram ser massajados após o banho. Sempre que tenha tempo, deve esfregá-lo com um óleo para bebé morno.

Fonte: O guia da Gravidez- Felicitas

domingo, 3 de fevereiro de 2013

Fumar e tomar pílulas combinadas que contêm estrogénio aumenta o risco cardiovascular


Fumas e usas pílulas combinadas com estrogénios?
Se disseste que sim podes estar em risco de ter um efeito secundário considerado grave. Fumar e tomar a pílula combinada aumenta o risco de doenças cardiovasculares.

Fumar aumenta o risco quando se usa a pílula com estrogénio
Quanto mais idade tiveres e mais cigarros fumares, maior é a probabilidade de um evento cardiovascular (enfarte, AVC).

Existem outras opções
Que outras alternativas existem? Se fumares e queres ter um método contracetivo adequado, deves considerar deixar de fumar ou tomar um método contracetivo sem estrogénio. A Organização Mundial de saúde aconselha a contraceção sem estrogénio a partir dos 35 anos para quem é fumadora.

Método sem estrógenios, uma alternativa para mulheres que fumam
Uma alternativa contracetiva para as mulheres que fumam é a contraceção sem estrogénios: pílula, implante ou dispositivo intra-uterino. Com estes métodos, terás menor probabilidade de ter os efeitos associados aos estrogénios. dores de cabeça, náuseas, dor e tensão mamária.

Fala com o teu médico
Existem vantagens em usar métodos sem estrogénios. Fala com o teu médico qual o contracetivo adequado para ti.

Leia também este post: Vantagens da pílula
Leia também este post: Métodos contracetivos

Fonte: MSD

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Menopausa

Menopausa é a cessação de menstruação. que pode resultar tanto do processo normal de envelhecimento, como da remoção cirúrgica dos ovários ou de uma histerectomia (retirar o útero cirurgicamente). Nas sociedades ocidentais, a menopausa ocorre, em média, a partir dos 50 anos. A menopausa prematura define-se como uma falha no funcionamento dos ovários e cessação da menstruação antes dos 40 anos. A menopausa cirúrgica resultante da ooferectomia bilateral é um processo comum e pode causar sintomas graves devido à descida brusca dos níveis de hormonas sexuais.

Causas
A causa da menopausa é a paragem de produção de estradiol e progesterona nos ovários, que fazem parte do sistema endócrino, sendo neste caso as hormonas que possibilitam a reprodução e influenciam o comportamento sexual.
Após a menopausa, o estrogénio continua a ser produzido noutros tecidos como os ossos, vasos sanguíneos, e até no cérebro. A queda dramática nos níveis de circulação de estradiol durante a menopausa afeta muitos tecidos, desde o cérebro até a pele.

Sintomas
Cessação da menstruação:
Os ciclos menstruais tornam-se geralmente irregulares à medida que se aproxima a menopausa. O fluxo menstrual tende a diminuir em quantidade devido à diminuição da secreção de estrogénio, resultando num crescimento endometrial menos abundante. Por último, os ciclos tornam-se mais longos, com ausência de menstruação ou apenas episódios de fluxo reduzido. A menopausa verifica-se quando não há perdas hemorrágicas durante 1 ano.

Afrontamentos
Os afrontamentos caracterizam-se por uma sensação de calor intenso no tronco e face, acompanhados de rubor da pele e suores que ocorrem em menos de 50 % das mulheres como resultado da diminuição do nível de hormonas nos ovários. Os afrontamentos são mais graves nas mulheres cuja a menopausa teve origem cirúrgica. Estes afrontamentos quando ocorrem de noite, causam suores e insónias, o que provoca uma sensação de cansaço no dia seguinte.

Atrofia vaginal
A atrofia vaginal pode desenvolver-se com diminuição da secreção de estrogénio, tornando a mucosa vaginal mais fina e diminuindo a lubrificação vaginal; pode provocar dispareunia (dor no ato sexual).

Osteoporose
A osteoporose pode ocorrer como um efeito tardio da menopausa.
  1. Dores de cabeça e afrontamentos
  2. Enfraquecimento dos dentes e recessão das gengivas
  3. A pele torna-se mais seca e desenvolve uma textura mais áspera
  4. Risco de doença cardiovascular
  5. Os mamilos ficam mais pequenos
  6. Os seios ficam mais descaídos e flácidos
  7. O abdómen perde a tonicidade
  8. Secura vaginal. prurido e atrofia/aumento da vontade de urinar/os pelos do corpo e da púbis tornam-se mais grossos e escuros
  9. Os ossos perdem massa e tornam-se mais frágeis.

Diagnóstico
O diagnóstico é feito através da história clínica, exame citológico vaginal (predomínio de células parabasais, indicando da de maturação epitelial devido a baixa quantidade de estrogénio) e resultados de análises laboratoriais (níveis elevados de FSH e LH no plasma)
A menopausa que ocorre antes dos 40 anos, independentemente da causa, designa-se por menopausa prematura.

Tratamento
Sintomas vaso motores:
Para mulheres com sintomas moderados a graves, o tratamento com estrogénio/progesterona revelou-se a abordagem mais eficaz no alívio dos sintomas.
Resultados de um estudo da WHI (Women`s Health initiative) sugerem que as mulheres não devem prolongar o tratamento com a combinação estrogénio/ progesterona por mais de 3 ou 4 anos. Segundo este estudo, o risco de doença cerebrovascular e de cancro da mama aumento com este tratamento, ultrapassando os seus benefícios.


Atrofia vaginal:
O uso de creme vaginal com estrogénio por um curto período de tempo poderá aliviar os sintomas de atrofia, mas devido à absorção variável, são preferíveis a terapia com anel vaginal ou a terapia de reposição hormonal. Na altura da relação sexual, a utilização de um lubrificante ou gel de solução aquosa pode revelar-se útil.

Osteoporose:
Ao longo da vida, as mulheres devem ingerir, pelo menos, 800mg de cálcio por dia. Os produtos lácteos magros ou de baixas calorias, sumo de laranja enriquecido com cálcio, vegetais de folha verde e sardinha em lata ou salmão constituem boas fontes alimentares de cálcio.
Para além disso, 1 g de cálcio elementar deve ser tomado como suplemento diário a partir da menopausa e daí para a frente. Os suplementos devem tomar ser tomados com as refeições para aumentar a sua absorção.Para melhorar a absorção de cálcio e manter a massa óssea, é necessário: vitamina D, 800 unidades internacionais (alimentos, luz do sol ou suplementos). Caminhadas rápidas diárias e exercícios de fortalecimento dos braços e tronco ajudam a manter a massa óssea.
As mulheres com risco elevado de sofrer fraturas causadas pela osteoporose devem considerar a toma de bifosfonato, raloxifeno, ou terapêutica hormonal de substituição (THS). Neste quadro estão incluídas mulheres de origem caucasiana e asiática, especialmente se tiverem historial familiar de osteoporose, se forem magras, baixas, fumadoras e fisicamente inativas, ou se tiverem uma ingestão de cálcio insuficiente durante a vida adulta.

O que pode esperar?
Os sintomas principais da menopausa podem demorar 1 ou 2 anos a diminuir mas, nalguns casos, podem persistir durante mais tempo. As opções terapêuticas disponíveis hoje em dia ajudam a controlar a maior parte dos sintomas. As mulheres que foram sujeitas a cirurgia ginecológica ou a quimioterapia, os sintomas como afrontamentos são geralmente mais graves.

Teste os seus conhecimentos:
1- A causa mais comum de menopausa é:
a. Cessação da produção de hormonas pelos ovários
b. Infeção do útero
c. Hipertensão não-controlada

2- Qual das seguintes opções constitui a descoberta laboratorial utilizada para o diagnóstico da menopausa?
a. Anemia
b. Aumento da hormonas estimulante da tiroide (TSH)
c. Aumento da FSH e da LH

3- O tratamento da menopausa pode incluir:
a. Antibiótico
b. Transfusão de sangue
c. Terapêutica hormonal de substituição (TSH)

Respostas
1-a; 2-c;3-c

Sabia que...?
Em média, uma mulher passará 1/3 da sua vida no período pós menopausa.


Leia este post: menopausa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
X

Tratar Saúde

Receba no seu e-mail dicas de saúde

Subscreva a newsletter gratuita.





Pesquisa personalizada