segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Vantagens da Pílula


A pílula é a forma mais comum de contracepção hormonal.
Desde a sua introdução no mercado há quase 50 anos, a pílula tem reunido melhorias progressivas, pelo que actualmente é um dos métodos de contracepção mais eficazes e de maior confiança
Seguindo cuidadosamente as instruções, a probabilidade de gravidez é muito reduzida. Além disso, a pílula é uma forma completamente reversível de contracepção, podendo ficar grávida assim que deixar de tomar a pílula.
Como já foi referido anteriormente seguindo cuidadosamente as instruções, há pouca probabilidade de engravidar. Apenas cerca de 0,2% das mulheres em 1000 engravidam, por ano, utilizando a pílula.

Acção múltipla
A pílula actua a diferentes níveis e tem um efeito preventivo múltiplo.

Inibe a Ovulação: Quando não se toma qualquer contracepção hormonal, os óvulos são libertados pelos ovários durante a ovulação
Ovulação. Podem ser fecundados por espermatozóides - e a mulher pode ficar grávida, inibindo o desenvolvimento folicular (oócito) e a ovulação.
Tornar o muco cervical mais espesso: Quando uma mulher é fértil, ou capaz de engravidar, o muco do colo do útero altera a sua textura - de uma textura espessa para uma textura clara e lubrificante.Esta alteração facilita a passagem dos espermatozóides no colo do útero e a fecundação do óvulo. A pílula mantém o muco com uma textura espessa, dificultando a passagem dos espermatozóides.

O ciclo menstrual
O ciclo menstrual é um processo natural que prepara a gravidez. As hormonas sexuais femininas, estrogénio e progesterona actuam em conjunto no controle de todo este processo. As hormonas provocam o desenvolvimento de um óvulo pelos ovários, designado por ovulação.

Estas hormonas também influenciam a parede interna do útero, tornando-de mais espessa de modo que o útero esteja apto para receber e nutrir um novo ovo. Se a mulher não ficar grávida neste ciclo. a parede interna do útero desintegra -se e é expelida. É eliminada através do colo do útero e da vagina. Isto é denominada de menstruação.
O ciclo menstrual demora em média 28 dias, algumas mulheres também podem ter um ciclo mais curto de 23 dias ou mais longo, de 33 dias, o que é perfeitamente normal.

O ciclo menstrual apresenta quatro fases:
Menstruação: Quando tem o período. o dia em que se inicia a hemorragia é o dia do início do ciclo menstrual. É muito pouco provável engravidar durante a menstruação.

Pré- Ovulação: Quando o corpo da mulher se prepara para a ovulação e libertação dos óvulos. Os níveis de estrogénio são mais elevados e a parede do útero - o endométrio - torna-se 3 a 5 vezes mais espesso.

Ovulação :Quando é mais fértil, uma vez que os ovários libertam o óvulo durante esta fase. Se a mulher não estiver a tomar a tomar a pílula, esta é a fase em que existe maior probabilidade de engravidar.

Pós - ovulatória:Esta fase levará à menstruação. Dura cerca de 14 dias e termina o ciclo. Surge o período e o ciclo recomeça.

Gravidez
Sensivelmente no 14º dias e termina o ciclo. Surge o período, é libertado um óvulo pelo ovário que é denominado de ovulação. O óvulo é transportado através das Trompas de Falópio, onde pode encontrar espermatozoides se tiver relações sexuais não protegidas nesta altura.
Se o óvulo não for fecundado por um espermatozoide, é expelido juntamente com a parede interna do útero no período seguinte.
Mas se o óvulo for fecundado por um espermatozoide, é transportado através do útero, implantado-se e desenvolvendo-se num bebé durante nove meses.

Vantagens de tomar a Pílula
Uma das maiores vantagens de tomar a pílula é que as mulheres têm períodos mais curtos e mais ligeiros, diminuindo a probabilidade de anemia, uma deficiência de glóbulos vermelhos, que pode provocar cansaço e outros sintomas.

A pílula não previne apenas a gravidez, mas também algumas doenças ginecológicas, tais como a menstruação intensa e dolorosa.

A maioria dos médicos defende que a pílula deu uma importante contribuição para reduzir os tipos de cancro que as mulheres frequentemente têm no seu sistema reprodutor: mama, ovários, útero e colo do útero.
Há mulheres que relatam que mensalmente, antes da menstruação, apresentam um quadro de sintomas físicos e emocionais que podem ser diagnosticados como Síndrome Pré-Menstrual (SPM). Existem formulações e regimes de contraceptivos orais eficazes na redução da severidade dos sintomas.
A combinação de certos estrogénios e progestagénios também podem ajudar na diminuição de sintomas físicos e emocionais relacionados com a Síndrome Pré -Menstrual Severa. Pode também melhora o aspecto geral da pele e dos cabelos, assim como ajudar a tornar a menstruação mais regular e menos intensa, menos dolorosa, mais previsível.
Para além da ação contraceptivo, as mulheres procuram vantagens adicionais com a toma da pílula.
A maioria dos médicos concorda que a maioria dos contraceptivos oral combinado (COC) deu uma importante contribuição na diminuição do risco de:

Gravidez extra- uterina ( gravidez ectópica ou tubária)
Tumores benignos da mama ( doença não neoplásica)
Cancro do Ovário até 50%
Quistos do ovário em 90%

Algumas pílulas mais modernas, ao terem na sua composição dosagens baixas de estrogénios e progestagénios com características únicas, aliadas a regimes de toma inovadores trazem mais-valias para a mulher. Para além de reduzirem a retenção de líquidos e consequentemente o aumento de peso e evitarem situações como tensão mamária, também podem reduzir a gravidade da acne, seborreia e manifestações cutâneas relacionadas. Podem reduzir as flutuações hormonais relacionadas com o ciclo menstrual na Síndrome Pré- Menstrual.

Fonte: Bayer

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
X

Tratar Saúde

Receba no seu e-mail dicas de saúde

Subscreva a newsletter gratuita.





Pesquisa personalizada