sábado, 23 de outubro de 2010

Prevenção cancro do colo do útero

O cancro do colo do útero não escolhe idades .
A prevenção também não.

10 Razões para prevenir o cancro do útero

1. O cancro do colo do útero é a segunda causa de morte por cancro em mulheres jovens, depois do cancro da mama.

2. O cancro do colo do útero habitualmente não provoca sintomas e pode demorar até 15 anos a desenvolver-se a partir de lesões genitais pré- cancerosas

3. O cancro do colo do útero não é hereditário; é causado pelo papilomavírus humano (HPV), que se transmite por contacto sexual.

4. 8 em 10 mulheres poderão ser infectadas pelo papilomavírus humano (HPV) ao longo da vida.

5. O uso do preservativo protege das infecções sexualmente transmitidas, ainda que não assegure uma protecção completa no caso do HPV, uma vez que o contacto genital pele-pele pode ser suficiente para ocorrer transmissão do vírus.

6. O teste de Papanicolau ajuda a detectar lesões pré- cancerosas no colo do útero e a vacinação ajuda a preveni-las.

7. Após o início da actividade sexual, deve realizar-se um exame ginecológico e, pelo menos a partir dos 25 anos, deve ser feito o rastreio do cancro do colo do útero.

8. A vacinação protege contra vírus que são responsáveis por cerca de 75% de todos os casos de cancro do colo do útero.

9. A vacinação contra o HPV demonstra benefícios mesmo de iniciada a vida sexual.

10. A associação da vacinação com o rastreio ajuda a maximizar a eficácia da prevenção do cancro do colo do útero ao longo da vida.


O teste de papanicolau detecta as lesões pré- cancerosas no colo do útero que podem evoluir para cancro do colo do útero .


O resultado do seu exame pode ser "normal", "incerto" ou "anormal".
Se o resultado do seu exame for incerto ou anormal é provável que tenha de fazer mais exames para confirmar se as alterações celular está relacionada com o cancro ou não.
Se fizer regularmente o rastreio, poderá detectar precocemente algum problema permitindo um diagnóstico atempado. O rastreio regular é a única forma de detectar lesões celulares numa fase precoce.

Após iniciar a vida sexual, deve realizar um exame ginecológico completo. Deve realizar o rastreio do cancro do colo do útero (conhecido por "teste de Papanicolau") pelo menos a partir dos 25 anos; a sua periodicidade é indicada pelo seu médico.

O seu médico poderá ainda recomendar-lhe a vacinação para uma melhor prevenção do cancro do colo do útero.

A vacinação previne a maioria das lesões do colo do útero, antes que estas ocorram e possam evoluir para cancro.

A eficácia da vacinação é elevada, independentemente do início da actividade sexual.

No programa Nacional de Vacinação, que foi implementado como uma prioridade de saúde pública, estão incluídas todas as adolescentes entre os 13 e os 17 anos.

A partir dos 18 anos, deve falar com o seu médico sobre a vacinação contra este vírus. O esquema da vacinação completo requer a administração de 3 doses.

O seu médico recomendará a continuação do rastreio para maximizar a efectividade da prevenção.



Fonte: Liga Portuguesa contra o cancro , Sociedade Portuguesa de Pediatria e outros (Folheto informativo)

1 comentários:

Jordana disse...

Mulher sofre,né?Vamos falar a verdade.Mulher menstrua,sente todos os incomôdos da gravidez,sente a dor do parto e da recuperação,tem menopausa e ainda está sujeita a ter câncer de mama ou de útero.Confesso que não ando com a minha saúde das partes íntimas muito em dia,pois morro de medo do exame ginecológico,mas preciso me arrepender,pois exames assim podem salvar a nossa vida.
Pensando em mim,como preciso mudar,quero animar a todas que lerem este pequeno artigo sobre os cuidados pra prevenir cancro no colo do útero.Além de ter um médico de confiança,que nos acompanha,é muito importante ter um laboratório de confiança,onde podemos fazer exames com precisão e bom atendimento. Vou deixar o link de um laboratório para ajudar quem está precisando fazer exames,de rotina ou específicos.

http://migre.me/1pRjd

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
X

Tratar Saúde

Receba no seu e-mail dicas de saúde

Subscreva a newsletter gratuita.





Pesquisa personalizada