quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Iniciar vida sexual, quando?

"Primeira vez"
Quando se pensa em iniciar as relações sexuais deve ter-se em conta o desejo e a responsabilidade.
Desejo no sentido de ser algo que se quer, de ser uma decisão que é nossa que deve ser pensada.
Responsabilidade porque ter relações sexuais implica: prazer. estar com outro. afeto. intimidade, partilha. excitação, euforia, medo do desconhecido e também proteção, respeito por nós e pelo outro.

As dúvidas
Qual a idade "certa" para começar a ter relações sexuais?
O que é certo para uns pode não o ser para outros, portanto, não existe uma idade certa para começar a ter relações sexuais:
Esta é uma decisão pessoal pois cada pessoa tem o seu ritmo próprio e uma forma diferente de viver a sexualidade.
A decisão de ter relações sexuais não deve ser tomada tendo em conta aquilo que os outros pensam e/ou fazem ou apenas por que queremos agradar a alguém.
O importante é terem conta o que sentem e se estão ou não preparadas/os para assumir uma atitude que implica também responsabilidade.
Esta decisão é vossa!

A virgindade é "assunto" feminino?
As dúvidas acerca da primeira relação sexual estão muito associadas a ansiedades femininas.
Esquecemos frequentemente que os medos e ansiedades também existem para os rapazes. o medo de não agradar ao outro, o medo de não conseguir ter uma ereção, o medo...

O que é o hímen? está associado à perda de sangue na primeira relação sexual?
O hímen é a membrana que cobre parcialmente a entrada do canal vaginal; pode apresentar várias formas e ser mais ou menos elástico.

  • Existem mulheres que nascem sem hímen. Por isso numa  primeira relação sexual
  • o hímen pode não romper
  • o hímen pode romper e não sangrar
  • há mulheres que sangram ...outras não...

Será que faz doer?
Esta é uma pergunta que (quase) todas as raparigas colocam.
A dor na primeira relação sexual tem origem, a maior parte das vezes, na ansiedade relacionado com a primeira vez e não no rompimento do hímen
O hímen é uma pele com poucas terminações nervosas, por isso, pouco sensível
Normalmente, o seu rompimento não implica dor.
São os medos que produzem tensão e rigidez dos músculos que conduzem à dor.

Medo
  • do que não se conhece;
  • do que é diferente;
  • de não agradar de não gostar;
  • que doa;
  • de uma gravidez;
  • de contrair uma IST;
  • de não ser capaz.

Mitos
Não se engravida na primeira relação sexual
Falso
Desde que haja possibilidade de algum esperma entrar na vagina, há possibilidade de engravidar.

Atenção: Não esquecer de obter informação sobre contracepção e proteção das infecções Sexualmente Transmissíveis (IST´s) antes da primeira relação sexual.

Não se contraem Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST`s) antes da primeira relação sexual
Falso.
Em qualquer relação sexual se pode contrair uma IST desde que um dos parceiros esteja infectado e a relação sexual não seja protegida.
Atenção: Para evitar que um bom momento se transforme num problema não esquecer de utilizar sempre o preservativo.

Se falar com o meu namorado (a) perdemos a naturalidade do momento
Falso
Se existe coisa que quebra o romantismo é o medo de engravidar ou de contrair uma doença.

Algumas dicas para a primeira vez e as seguintes:
  • Aprender a falar sobre aquilo de que se gosta ou não se gosta, o que se quer e o que não se quer. O outro pode não adivinhar;
  • Não é sempre não. Respeita a tua decisão e a decisão do outro;
  • Descobrir em conjunto o que dá prazer. Ensaiar, experimentar progressivamente e estar atento às sensações pessoais e do outro;
  • É normal ter medo e estar tenso. deem-se tempo para relaxar;
  • Levar o tempo necessário. A pressa conduz à ansiedade.É preciso tempo para encontrar a intimidade e o estilo próprio;
  • Nem tudo funciona bem à primeira, é importante não desmotivar, votar a tentar.

É importante :
Pensar na contracepção e na proteção das IDT's desde a primeira vez.


Fonte: APF




0 comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
X

Tratar Saúde

Receba no seu e-mail dicas de saúde

Subscreva a newsletter gratuita.





Pesquisa personalizada