quinta-feira, 14 de julho de 2016

Vitamina D e osteoporose


A osteoporose caracteriza-se pela fragilidade óssea, devido à falta de cálcio.
A importância da osteoporose reside no facto das pessoas sofrerem facilmente fraturas com traumatismo mínimo. É uma situação muito frequente. Nos EUA, 26% das mulheres com 65 anos ou mais têm osteoporose.

A cada ano, esta desordem causa, só em Portugal:
  • Mais de 100.000 fraturas após traumatismo mínimo
  • Mais de 10.000 fraturas da anca
  • Mais de 3000 mortes
  • Mais de 100.000 visitas à urgência

Fatores de risco
  • Entre os numerosos fatores de risco incluem-se:
  • Baixos níveis de vitamina D
  • Pouca ingestão de cálcio e magnésio
  • Falta de exercício físico
  • Idade avançada
  • Sexo feminino
  • Menopausa precoce (antes dos 45 anos)
  • Tabagismo
  • Tratamento com cortisona e derivados
  • Dieta forte em gorduras animais, óleos vegetais poliinsaturasos e simples carbohidratos (açucares, farinhas refinadas)

Estes fatores de risco são particularmente graves quando ocorrem na infância e adolescência - uma altura em que o esqueleto está em desenvolvimento.

Exposição solar e risco de osteoporose
A exposição solar UVB é a principal fonte de vitamina D, que ajuda a aumentar a densidade mineral óssea.
Um estudo japonês avaliou mulheres idosas com Alzheimer que se encontravam hospitalizadas. A densidade mineral óssea aumentou 2.7% no grupo com exposição solar e diminuiu 5.7% no grupo sem exposição solar.

Vitamina D e osteoporose
As pessoas com baixo níveis de vitamina D têm maior risco de osteoporose
Pelo contrário, em ensaios clínicos, adultos que tomaram vitamina D3 e cálcio apresentam uma subida ligeira na densidade mineral óssea em relação aos que tomaram apenas placebo.

Como é que Vitamina D funciona neste caso?
A vitamina D reduz o risco de osteoporose porque:
Aumenta a absorção de cálcio no intestino
Diminui a perda de cálcio no rim
Reduz a produção de paratormona (PTH) - uma hormona que provoca o aumento dos níveis de cálcio no sangue, por sua diminuição no osso.

Quando os níveis de vitamina D aumentam, os níveis de PTH diminuem rapidamente até que os níveis de vitamina D atinjam os 30-40ng/ml (75-100nmol/L).
A vitamina D também contribui para prevenir a formação de depósitos de cálcio nos tecidos moles, tais como os vasos sanguíneos.

Prevenção e tratamento
Estudos sobre vitamina D e cálcio demonstram que, em doses superiores a 800UI/ dia, a vitamina D previne a ocorrência de quedas e diminui a ocorrência de fraturas osteoporóticas.
A vitamina D ajuda a prevenir quedas e fraturas, porque estabiliza o controlo neuromuscular e não tanto porque aumenta a densidade mineral óssea.
No entanto, a vitamina D e cálcio podem contribuir para o aumento da densidade mineral óssea. Mais ainda: nenhum tratamento farmacológico da osteoporose demonstrou ser eficaz sem se garantir quantidades adequadas de cálcio e vitamina D na alimentação ou através de suplementos.
Cálcio e vitamina D são, por isso, uma parte obrigatória de todos os tratamentos contra a osteoporose.

Fonte: Grupo Italfarmaco

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
X

Tratar Saúde

Receba no seu e-mail dicas de saúde

Subscreva a newsletter gratuita.





Pesquisa personalizada