terça-feira, 18 de dezembro de 2012

O anel contraceptivo (Nuvaring)

O que é o anel contraceptivo?

É um contraceptivo hormonal que tem a forma de um anel, de textura suave, transparente, flexível, com cerca de 5 cm de diâmetro;
Este anel está impregnado de hormonas que vão sendo libertadas, de forma regular, para a corrente sanguínea.


Como actua?

As hormonas que se encontram no anel vaginal - o estrogénio e o progestagénio - são semelhantes às hormonas produzidas pelos ovários;
Estas hormonas são libertadas diariamente do anel, através das paredes da vagina, para a corrente sanguínea e inibem a ovulação, isto é, impedem que os óvulos se libertem dos ovários e que se dê a fecundação.


Como se utiliza o anel vaginal?
  • No primeiro dia da menstruação, o anel é introduzido na vagina pela própria mulher, onde permanece durante 3 semanas;
  • Passado esse tempo, a mulher deve retirá-lo. Segue-se um intervalo de uma semana até ser colocado um novo anel. Durante este período de tempo surge uma hemorragia de privação ("menstruação");
  • O anel contraceptivo é fácil de colocar e é eficaz desde que esteja dentro da vagina. Caso sinta o anel, basta empurrá-lo um pouco mais.
  • O anel vaginal não interfere com as relações sexuais;
  • Raramente a mulher ou o parceiro terão queixas relacionadas com o seu uso.
  • É possível fazer o exame ginecológico sem retirar o anel.

E se o anel vaginal sair da vagina?

Basta passa-la por água fria ou morna (nunca água quente) e tornar a colocá-lo, tendo em atenção que o anel não pode estar mais de três horas fora da vagina.

Quais as contra-indicações para o uso do anel vaginal?
  • Não deve ser utilizado durante a amamentação;
  • Não deve ser utilizado nas mulheres que têm contra-indicação para o uso da pílula.
  • Em caso de doenças do fígado em actividade, perdas de sangue entre os períodos menstruais ou após as relações sexuais, cancro da mama ou cancro do aparelho reprodutor, ataque cardíaco ou trombose, estas situações devem ser ponderadas numa consulta da especialidade.

Vantagens
  • A mulher não tem que pensar todos os dias na contraceção. Para além disso a mulher pode aderir a um sistema de alerta sms, gratuito, para ser avisada do dia de colocação e remoção do anel;
  • As hormonas contidas no anel não são absorvidas pelo aparelho digestivo, o que permite que a eficácia do método não seja posta em causa em caso de vómitos ou diarreia;
  • É um método reversível: a mulher retoma à fertilidade inicial após retirar o anel;
  • Período mais regulares;
  • Diminuição de dores menstruais.

Desvantagens
  • Tal como em outros métodos hormonais, algumas mulheres podem apresentar efeitos secundários, tais como náuseas, vómitos ou hemorragias vaginal;
  • Não protege das IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis).


Fonte: MSD



1 comentários:

Anónimo disse...

se eu inseri o anel numa segunda ,irei retirar na segunda tambem e colocar outro na segunda tmb.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
X

Tratar Saúde

Receba no seu e-mail dicas de saúde

Subscreva a newsletter gratuita.





Pesquisa personalizada